O STRESS DE GUERRA

O que é o Stress de Guerra?

PERTURBAÇÃO POÓS STRESS TRAUMÁTICO (PPST)

A principal característica da Perturbação Pós – Stress Traumático de Guerra é o desenvolvimento de sintomas particulares que surgem em situações psicologicamente perturbadoras, exteriores à experiência humana dita “normal”, neste caso em contexto de guerra.

Segundo Albuquerque e Lopes (1997), existem vários factores que levam ao Stress de Guerra, sendo eles: a morte de um camarada, logo de seguida pela exposição ao combate e ao ferimento de um camarada, sendo considerado o factor de stress com mais predominância; o assassinato, tortura, violação e destruição de aldeias é a mais frequente na guerra, onde o “inimigo” é toda a população civil, desde crianças a mulheres grávidas; ferido em combate; a sede e fome e o isolamento, entre outros.

 

Evolução Histórica da Perturbação Pós – Stress Traumático de Guerra

O conceito de Perturbação Pós – Stress Traumático de Guerra surgiu, após a Guerra do Vietname (1959-1975) e a Guerra Colonial (1961 - 1974). Em todas estas situações traumáticas o surgimento do distúrbio encontra-se relacionado com um acontecimento stressor.

Em 1976, o Vietnam Veterans Working Group (VVWG) propõe um diagnóstico, referenciado como “Catastrophic Stress Disorder”, designando como um fenómeno que afecta não só os veteranos do Vietname, mas também aqueles que estiveram sujeitos a um acontecimento que saísse fora da experiência humana dita “normal”.
Assim, os VVWG reuniram mais de cem histórias de veteranos do Vietname, de civis com problemas no local de trabalho, vítimas de desastre e sobreviventes de campos de concentração. Em 1980, no “Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders” (DSM – III), surge pela primeira vez a designação do conceito de Perturbação Pós – Stress Traumático mantida até hoje apesar de algumas alterações. 

Procurar Ajuda

É um ex-combatente com stress de guerra ou um seu familiar? Saiba como ser ajudado na nossa Associação.

Saiba mais aqui

Stress de Guerra e Famílias

Saiba como lidar com um familiar com sintomas de stress de guerra

Saiba mais aqui

I CONGRESSO DA APOIAR

Nos dias 26, 27 e 28 de Abril de 2007 realizou-se no auditório do Hospital Júlio de matos o I Congresso APOIAR sobre Perturbação Pós-Stress Traumático.
Durante 3 dias discutiram-se as incidências da doença, centrando-se essencialmente sobre o Stress Traumático por exposição ao combate, vulgo stress de guerra, mas abrangendo também outras formas de stress traumático, com intervenções dos mais diversos especialistas na matéria. Discutiu-se a vida associativa e as reivindicações dos ex-combatentes que padecem desta doença e não só, as questões sociais, legais e jurídicas que lhes estão associadas e todas as questões médicas que daí advêm. Divididos por três dias todos estes temas tiveram mesas específicas, devidamente divididas e preenchidas pelas personalidades mais relevantes no que a esta área diz respeito. 

Leia aqui a acta e conclusões do congresso